É quase impossível não querer comparar a nova aposta do Syfy, Z Nation, com a febre The Walking Dead. Ambas se situam em um período pós-apocalíptico em que a humanidade é assolada por um vírus zumbi que transforma a todos em seres irracionais que só vivem para devorar qualquer desavisado que atravessar seu caminho. Também apostam em grupos errantes e muito tiro e machadada na cabeça com direito a sangue jorrando. No entanto, talvez as semelhanças parem por aí.

Está muito claro por este piloto que Z Nation sabe que não é lá uma The Walking Dead e aparentemente, nem tem reais pretensões de ser. Quer apenas ser divertida e cumpre seu papel em entreter.

A produção de Z Nation é obviamente mais modesta que a de sua concorrente mais famosa e muitas vezes seus efeitos deixam a desejar, apesar de funcionarem para seu objetivo.

Enquanto o maior enfoque de The Walking Dead está nos dramas pessoais de seus protagonistas e não exatamente nas criaturas que os atacam, Z Nation está mais para uma série de aventura, onde os letárgicos movimentos dos zumbis da AMC são substituídos por astutos e frenéticos ataques dos famintos mortos vivos. Sim, eles são rápidos, tem certa inteligência e não são fáceis de matar.

Uma das cenas que realmente causa um arrepio é a visão de um riacho com centenas de corpos, que ao longe parecem estar boiando, mas que na verdade era uma horda de zumbis fingindo estarem mortos (acredite!). A cena pega todo mundo desprevenido e, como estes zumbis correm de verdade, é um tal de pernas para que te quero, que acaba sendo até engraçado.

Z Nation tem um elenco sem grandes estrelas, pende um pouco para a comédia e pelo trash. A melhor (e mais zuada) cena do episodio é de um bebê que se torna zumbi. Você precisa ver isso! Se tiver mais de 30 anos, vai lembrar-se daqueles medonhos filmes do Cine Trash da BAND.

ebe

Harold Perrineau (que odeio desde que viveu o traíra Michael de Lost) domina os trailers pré-lançamento, mas nem diz a que veio.

Outro ponto de diferença é que em The Walking Dead, a humanidade praticamente perdeu as esperanças de que uma cura surgirá. Já se sabe que o vírus atingiu a todos e, qualquer um que venha a falecer, fatalmente vai se tornar um devorador de tripas.

Já em Z Nation, toda a trama gira em torno da busca pela cura. Aliás, a descoberta de um ser humano que conseguiu sobreviver, mesmo sendo mordido por 8 zumbis simultaneamente, é o carro chefe deste piloto. O problema é que a única dose da vacina criada foi usada no rapaz e como os anticorpos agora fazem parte de seu organismo, se torna imperativo que ele seja levado de Nova York para a Califórnia (a viagem vai ser longa), a quem possa reproduzir a cura, em mais uma road serie épica, certamente cheia de obstáculos.

Z Nation liderou a audiência entre adultos (25-54 anos) nos Estados Unidos e é a série do Syfy com a maior repercussão em redes sociais de todos os tempos. Com quase 2 milhões de expectadores, teve a melhor estreia de uma série do canal desde Dr. Who em 2006.

Confira o trailer:

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta