Fim de ano é época de vacas magras para seriador que adora uma novidade, as emissoras investem menos, concluem as suas mid-seasons, a maioria das séries entram no hiato infernal do inverno (americano), mas algumas boas surpresas podem surgir.

Em outro artigo, comentamos que o Syfy lançou a espetacular Ascension, minissérie em três episódios que tem todo um gostinho de quero mais e também a TNT nos brindou com uma surpresa: The Librarians, sua nova série que mistura magia, nonsense e aventura.

Christian-Kane-The-Librarians

Baseada nos filmes estrelados por Noah Wyle – ator querido para os fãs da emissora, já que lidera o cast do épico de ficção científica Falling Skies – e da qual, ele é o produtor executivo e atuará ocasionalmente, The Librarians resgata um pouco do clima Indiana Jones, presente nos anos 80 e 90, com sua comédia simples, recheada de aventuras malucas para impedir que os bandidões consigam dominar e usar para seus próprios fins, a magia banida para fora deste mundo. Eles são intitulados, a Irmandade da Serpente.

A trama nos ambienta em um submundo secreto no qual artefatos místicos de todo o planeta devem ser guardados dos vilões em uma biblioteca imensa que existe em múltiplas dimensões e que é guardada pela figura de um Bibliotecário (daí o título The Librarians). Nela, tesouros como a Arca da Aliança, artefato lendário da mitologia cristã, a espada Excalibur, a mesma da época do rei Arthur e até o Santo Graau se juntam à coleção da biblioteca mágica. O bibliotecário em questão é Flynn Carsen (Wyle), que foi escolhido para esta nobre função entre centenas de candidatos geniais, os quais agora, estão sendo assassinados misteriosamente.

The_Librarians_Launch1_60s_GEN_DEC08.640x480

 

Para ajudá-lo na cruzada contra os inimigos, a biblioteca (que tem vontade própria) envia um carta-convite para a coronel Eve Baird (interpretada pela bela e enooorme Rebecca Romijn. Ufa! Que mulherão), uma oficial anti-terrorismo da OTAN com quem tem uma cena introdutória ágil e divertida na qual ela tenta desarmar uma bomba, ao mesmo tempo que ele tentar resgatar um artefato perdido.

Um pouco contrariado com a ideia de ter uma parceira, Flynn, que diz preferir trabalhar sozinho, não contava com a teimosia da coronel (ela é muito persuasiva) e acaba aceitando ter sua ajuda. Eles vão em busca das próximas potenciais vítimas. outros candidatos ao cargo de bibliotecário, que não puderam comparecer ao teste no qual Flynn acabou sendo escolhido para o cargo.

the-librarians

Assim, somos apresentados ao trio de protagonistas da série: um cowboy grosseirão, que na verdade esconde um QI de gênio e expert em história da arte (Christian Kane), um ladrão de alta tecnologia (John Kim) e uma faxineira com memória fotográfica (Lindy Booth), que também é expert em cálculos matemáticos e probabilidades. Esta última, acaba revelando que possui um tumor maligno no cérebro e que pode morrer a qualquer momento, o que talvez tenha sido provocado ou é responsável por suas habilidades fora do comum.

Desenvolvido por John Rogers e dirigido por Dean Devlin, a trama tem um quê infantil, no melhor significado da palavra, pois é uma fábula simples, despretensiosa e leve de assistir e ainda assim, tem uma trama ágil, cômica e abusa de vilões exagerados e interessantes efeitos especiais.

A grande questão que ronda o futuro da série é a ausência de Noah Wyle, pois é difícil não se apegar ao seu Flynn, mas que, claramente está passando o bastão para a nova turma de personagens apresentados. Sabemos que o ator está envolvido na última e aguardada temporada de Falling Skies, quem sabe ao acabar, ele volte a ser regular na série.

Simples, de fácil digestão e desestressante. Vale conferir The Librarians .

Confira os trailers:

likeface