Este texto contém spoilers sobre a quinta temporada. Continue, assumindo o risco.

Ser fã de The Walking Dead nesta quinta temporada recém estreada não está sendo fácil. A série que já é um hit estrondoso voltou carregada de violência, drama e com uma ação frenética nunca vista antes em todas as temporadas anteriores.

Com novos personagens pipocando a cada episódio e com Rick (Andrew Lincoln), Carol  (Melissa McBride)  e a turma de sobreviventes em situações de perigo extremo, que os levam a tomar atitudes cada vez mais drásticas, haja água com açúcar para conseguir acompanhar a série.

E olha que nem são os zumbis, que nesta nova temporada têm espirrado sangue em cenas cada vez mais realistas e nojentas! O que está mexendo com todo mundo é a dura e tensa realidade de ver o pior lado do ser humano, em uma situação de catástrofe. Assim como disse Rick no segundo episódio da temporada, bobagem quem diz que The Walking Dead é uma série de terror porque tem zumbis comedores de carne humana: “o maior perigo são as pessoas”.

Já vivemos o angustiante episódio da queda de Terminus, já sofremos com o tenso momento em que Bob (Larry Gilliard Jr)  assiste o bando de canibais, chefiados por Gareth (Andrew J West) devorar sua própria perna amputada, quase enfartamos com a chacina na igreja, promovida pelos nossos heróis em reposta ao episódio ocorrido com Bob e, na última semana, fomos apresentados a mais um grupo de maníacos.

Estes últimos, tomando o Hospital de Atlanta, com sua política totalitária incompreensível aos olhos da lucidez, sob o pretexto de aguardar a retomada da civilização, salvam, escravizam e mantém reféns pessoas resgatadas de ataques zumbis.

É neste contexto que revemos Beth (Emily Kinney), desaparecida desde a temporada passada. A menina passa por maus bocados: apanha, é assediada por um tarado e, tudo que deseja é conseguir fugir dali. Apesar de ter arquitetado uma tentativa de escape com  Noah (Tyler James Williams, o eterno Chris de Todo Mundo Odeia o Chris), ela é recapturada e, ao final do episódio vemos Carol, nossa grande heroína da temporada, sendo também levada ao sinistro hospital.

Bom, este é o cenário de uma apoteótica mid-season-finale prevista para a série da AMC. Obviamente que Daryl (Norman Reedus)) e Rick vão fazer de tudo para salvar as duas e as cenas que levam a este desfecho serão exibidas no final desta primeira parte da quinta temporada.

Beth precisará tomar uma decisão, que vai celar o destino de um dos personagens. Os produtores alegam que será um dos momentos mais angustiantes para três personagens Beth, Daryl e Carol.

Façam suas apostas!