Produzida pela A&E e com distribuição semanal dos capítulos inéditos com exclusividade pela Netflix, a série que é uma adaptação de Les Revenants, uma produção francesa de fama mundial, após vencer o Emmy Internacional, não empolgou e é cancelada ao fim de uma temporada, exatamente no momento em que ela realmente parecia que iria decolar.

A trama que recriou em detalhes a produção original (e, inclusive por isto, especula-se não ter conseguido prender os fãs americanos) narrava a história insólita de pessoas mortas de diferentes épocas, que simplesmente retornam à vida em uma bucólica cidadezinha de montanha nos Estados Unidos.

Um bom elenco e um suspense consistente não foram capazes de repetir o sucesso do original.

De fato, para quem conhece a trama original, havia a sensação clara de que os produtores americanos pareciam enrolar para entregar os episódios de uma primeira temporada que de tão fiel, não sabia para onde ir, já que a trama original produzida em 2o13, ainda não apresentou sua segunda temporada e os eventuais desdobramentos da série.

Outro ponto que deixa muito a desejar em relação à exibição original é o personagem Vitor, um garotinho vítima de assassinato, aparentemente profundamente ligado às forças estranhas que conduzem a narrativa que, na versão francesa é interpretado por um ator (Swann Nambotin) capaz de compor um tipo muito mais sinistro e aterrorizante do que o que apresentou o jovem ator americano Dylan Kingwell.

Para quem se ligou na trama, resta a expectativa de que a segunda temporada do suspense original, que tem estreia prevista para meados de setembro.

Confira o trailer de The Returned:

lf5