Uma das melhores séries estreantes de 2015 foi renovada oficialmente pela Amazon – The Man in the High Castle.

A série que prima pela reconstituição delicada e trabalhosa de uma realidade distópica em que os Estados Unidos teriam perdido a segunda guerra mundial e seu território invadido e colonizado por Alemães e Japoneses.

Na trama, baseada na obra literária de Phillip K. Dick (Blade Runner), um misterioso filme que teria sido produzido pelo lendário Homem do Castelo Alto – daí o nome da série – traria imagens de como seria a América caso a tivesse ganho a guerra, o que de fato aconteceu.

man-high-castle-liberty-water-poster

Na atual sociedade castradora imposta pelos novos colonizadores, não demorou para que um grupo de resistência se formasse para que os filmes fossem localizados e transportados. Tanto o governo Nazista, com sede em Nova York como a colônia imperial nipônica do Pacífico, com sede em San Francisco persegue de forma implacável a perigosa resistência.

Além do clima de suspense, a série encanta ao mostrar as cidades americanas invadidas por símbolos nazistas e japoneses, a incorporação de hábitos dos colonizadores como o Aikido e a incorporação de palavras em japoneses e alemão no inglês americano.

Confira o trailer:

Também foram renovadas as séries Red Oaks, uma comédia que se passa nos 80 e Hand of God, que mostra um juiz que tem visões e passa a fazer justiça com suas próprias mãos.

Novidades para 2016:

Highston (comédia)

Criada por Bob Nelson (Nebraska), a série mostra um rapaz de 19 anos que ainda tem amigos imaginários, curiosamente, todos celebridades.

One Mississippi (comédia)

Uma série auto biográfica em que Tig Notaro, criadora da série, é uma lésbica assumida que precisa voltar para casa, após a morte de sua mãe e conviver com sua família conservadora.

Patriot (comédia)

de Steven Conrad (A Vida Secreta de Walter Mitty), trata-se de uma comédia que satiriza o mundo da alta espionagem no Oriente Médio.

Z: The Begining of Everything (drama)

baseia-se na vida da escritora Zelda Fitzgerald, mulher do gênio literário F. Scott Fitzgerald e ícone dos anos 20. Cristina Ricci (Pan Am) tem o papel principal na atração, desenvolvida por Dawn Prestwich e Nicole Yorkin (The Killing).

Good Girls Revolt (drama)

criada por Dana Calvo (Narcos), acompanha um grupo de funcionárias de uma importante revista americana, que lideram um movimento feminista por direitos iguais no final dos anos 60.

[follow id=”tvexpert” count=”true” ]
lf4

Deixe uma resposta