Depois de muito anunciada, desde a quinta, dia 05 de junho, a Netflix disponibilizou todos os episódios da primeira temporada da aguardada série dos irmãos Wachowski (criadores de Matrix), a primeira de sua carreira.

Em uma óbvia superprodução que percorre, ao menos, 08 diferentes lugares do mundo em locações de encher os olhos, Sense8 instiga tanto quanto confunde com seu suspense cabeça que aos poucos vai juntando peças de um quebra cabeças.

No enredo, impossível não prender nossa atenção, identificamos oito pessoas estranhas entre si, de oito diferentes partes do mundo e, entre eles, uma conexão que lhes permite compartilhar suas habilidades, sentimentos e sensações.  Um thriller de ficção científica que entrelaçará a história destes oito desconhecidos, após uma mulher misteriosa cometer suicídio. Este fato, bem como Jonas (Naveen Andrews), o eterno Sayid de Lost, parecem ser a conexão entre todos os indivíduos.

edit-16062-1432783030-17

Podemos dizer que os irmãos Wachowski e a ambiciosa e poderosa Netflix miraram alto e acertaram em cheio, pois Sense8 tem tudo que um grande hit precisa ter: trama misteriosa, desconexa e confusa, que instiga todo tipo de teoria, subtramas humanas e emocionais, personagens com forte apelo com o público, tais como o filho que precisa salvar a mãe doente, a garota oriental à sombra do pai e irmão e que anseia em ser notada, um filho gay que, ao tentar buscar sua própria identidade é vítima do preconceito da família, a garota hardcore que se sente desconectada de tudo, a indiana que deseja fugir de um casamento arranjado, apenas para citar alguns exemplos.

sense8 hindi

É quase impossível não se envolver com a trama e, é indiscutivelmente, um produto com a chancela dos famosos irmãos cineastas.

E trazer tantos protagonistas, vai fazer com que todo mundo rapidamente escolha a subtrama que mais gosta e o personagem, entre os 8 protagonistas que mais lhe interessa.

Mas vamos ao ponto: a partida de Sense8  é a morte de Angel (Dary Hannah, que já é mais uma sereia), vivendo uma mulher perturbada, escrava de drogas, em um momento de estresse e pressão que culminam com a decisão de por um ponto final em seu drama. Logo nas primeiras cenas, a gente começa a perceber que uma poderosa organização busca meios de caçar os sensitivos ao redor do mundo, sem que saibamos porque e para que.

sense 8 1

Similar ao exuberante A Origem, aparentemente, o personagem Jonas do eterno Sayid de Lost (Naveen Andrews) parece ser a âncora que é o “guia”; um nelo entre os oito.

Ainda não se sabe porque a morte dela inicia a conexão entre os outros personagens, mas diversos fragmentos deste acontecimento são vividos simultaneamente por todos os oito sensitivos, demonstrando a capacidade de empatia e de projeção corporal deles, que ao passar dos episódios se torna mais poderosa e complexa, ao ponto de interagirem entre si, mesmo a milhares de quilômetros de distância.

Mesmo com dramas profundos, Sense8 tem seu contraponto de comédia: um dos sensitivos é um ator mexicano com fama de macho man, que é perseguido por uma voluptuosa colega de cena, mas que na verdade é gay e tem o seu segredo descoberto pela garota, que em vez de denunciá-lo ou se enraivar com a rejeição, se delicia com a situação. Fãs de Rebelde, novela mexicana exibida incontáveis vezes no SBT, vão cortar os pulsos ao ver um dos galãs, Alfonso Herrera, fazendo o papel do amante, com cenas (des)necessariamente realistas.

alfonso-herrera-poncho-sense8-netflix62535

Aliás, como se sabe um dos irmãos Wachowski, já há alguns anos, mudou de sexo e talvez por isso, a trama tenha alguns tons coloridos carregados em matizes quase almodovarianas. Na personagem Nomi, que inicialmente parece lésbica, somos levados a descobrir que ela é na verdade um menino que virou menina e que agora curte meninas. Seria isso autobiográfico? Não importa! A trama de Nomi é uma das que mais cresce nos primeiros episódios e, em uma alusão ao obsessivo desejo de alguns em buscar a cura gay, a garota, que um dia se chamou Michael, está prestes a ser lobotomizada, em uma cirurgia agressiva à revelia totalmente apoiada pela família, após tomógrafos indicarem que ela tem uma perturbadora atividade e fisiologia cerebral incomum, supostamente provocada pelo seu dom.

201526_298804_8_cs960x540_t20

Mas Sense8 não é sobre bandeiras ou partidarismos e, sim, sobre conexões, mas não espere uma narrativa fácil cheia de respostas óbvias.

É uma trama para os pacientes.

Quem se deliciou com Lost, vai facilmente se identificar. Novas, porém, pequenas pistas são apresentadas em meio a um caminhão de histórias do cotidiano dos personagens, em um claro objetivo de iniciar a série buscando humanizá-los e conquistar a empatia do telespectador e, claro muito mistério. Quem é imediatista e quer respostas óbvias, vai se decepcionar.

Assim como Neo (Keanu Reeves) em Matrix, escolha a pílula vermelha e vambora maratonar, que o prato do dia é banquete.

lf4

Confira o trailer:

  • Victor Sounds

    uma mistura de lost com soft porn gay. chato e desinteressante com péssimas atuações. série oportunista focada nessa onda gay.