O final da sexta temporada de The Walking Dead está longe de ser uma unanimidade e ainda repercute. O desfecho indefinido deu o que falar e é, ao mesmo tempo, um grande desapontamento para os fãs da série da AMC, que ainda terão que esperar mais uns cinco meses para a continuação, mas também um grande trunfo para a emissora que espera (e fatalmente irá) bater recordes de audiência no retorno, já que alimentou todo tipo de especulação e teorias.

A partir daqui, há spoilers. Se você ainda não sabe o que houve, estamos felizes por você ter acordado do coma.

O último episódio da sexta temporada de The Walking Dead foi repleto de tensão. Negan (Jeffrey Dean Morgan) anunciado como o maior vilão apresentado na série até aqui faz sua entrada triunfal e, orquestra uma armadilha para Rick (Andrew Lincoln) e seus amigos que, nem mesmo eles, tão calejados em lidar com as ameças do mundo pós-apocalíptico conseguem transpor. A chegada de Negan dá formas à fatídica cena apresentada nos quadrinhos que dão origem à série, na qual o bastão de beisebol envolto em arame farpado, apelidado pelo bandidão de Lucille, é usado para massacrar um integrante do grupo de sobreviventes liderado por Rick (Andrew Lincoln).

TWD

Mas, claro, que para manter a audiência (que já é esmagadora) ainda mais aflita, a cena é interrompida pelos surdos sons das tacadas na cabeça que representam o golpe fatal. Perdemos um de nossos heróis. Mas ninguém sabe quem foi o escolhido.

Robert Kirkman, criador dos quadrinhos que deram origem ao seriado, escreveu sobre este final na edição 154, que acaba de ser publicada nos Estados Unidos e defendeu veementemente a decisão tomada pela AMC, ao criar todo o suspense em questão.

Leia também: Quem Negan vai matar em The Walking Dead?

Concordo que o final da sexta temporada criou muita polêmica na internet. Todo mundo está falando sobre isto. Alguns adoraram, alguns ficaram indiferentes, mas há os que odiaram. Mas quero deixar claro que não estamos brincando com o espectador, nem querendo deixá-los louco, nem obrigar que as pessoas regressem para acompanhar o que vai acontecer na 7a temporada, já que esperamos que façam isto de qualquer forma. Nossa intenção era que se falasse muito sobre o final e é isto o que está acontecendo.” – escreveu Kirkman.

A especulação, a frustração, as possibilidades, as teorias, honestamente, tudo isto me parece muito divertido. Creio que é algo genial para os fãs, enquanto esperam a volta da série, ficar pensando  se foi Spencer, Carol, Jesus. Sei que há gente chateada com o final, mas evidentemente, essa não era nossa intenção. A ideia é que mesmo passadas seis temporadas, conseguissemos manter as pessoas pensando e falando sobre a série. E, pensando deste modo… que um personagem ao qual se tem carinho vai morrer, estamos te dando alguns meses extras de esperança. Há incertezas? Sim, mas essa era a ideia. O próximo episódio é genial e ainda há muito sobre Negan para contar. Fiquem assustados! Muito assustados… e emocionados

Aqui, a fatídica cena:

[follow id=”tvexpert” count=”true” ]
lf4

Deixe uma resposta