No último dia 22.10, The Vampire Diaries alcançou o seu pior resultado desde que a série estreou em 2008. No terceiro episódio da sétima temporada (Age of Innocence), a trama obteve apenas 1 milhão e 200 mil espectadores na exibição inédita na TV americana pelo canal CW.

A média de espectadores por temporada é pior na atual do que em todas as outras. Hoje, bem menos da metade das pessoas que acompanhavam The Vampire Diaries na primeira temporada.

TVD ratings

Claro que é natural a perda de interesse do público em uma série tão longa. Já são sete anos no ar e muitas reviravoltas fizeram com que aquilo que atraiu tanta gente no começo, tenha se modificado a tal ponto, que minou o interesse de uma parte do público.

Mas o que realmente está afastando a audiência de uma das séries mais tradicional do CW?

A concorrência

Leva ao ar nas noites de quinta-feira, a série não enfrenta concorrências novas, exceto por Heroes Reborn (NBC), que estreou este ano. Os principais concorrentes são The Big Bang Theory (CBS), que realmente é um fenômeno de audiência e séries igualmente longevas como Bones (FOX) e Grey´s Anatomy (ABC), mas que têm levado a melhor.

Analisando a audiência do dia 12 de novembro, veja como a série se classificou entre as principais concorrentes diretas:

Horário Série Audiência Qualificada (18-49 anos) Espectadores (em milhões)
20h The Big Bang Theory (CBS) 3.8 15.29
Grey’s Anatomy (ABC) 2.2 7.99
Bones (FOX) 1.1 5.14
Heroes Reborn (NBC) 1.1 3.75
The Vampire Diaries (The CW) 0.6 1.32

Ok, as demais representantes são de TV aberta, mas os números falam por si, quando lembramos que a série já chegou a incomodar estes canais, quando, na primeira temporada marcava facilmente audiência superiores a 4 milhões de espectadores.

A saída da protagonista

Havia muita curiosidade sobre os rumos que tomaria a série a partir deste sétimo ano, depois que Nina Dobrev, que vivia a protagonista Elena, deixou o elenco para se dedicar a outros projetos profissionais, que ainda não decolaram, diga-se de passagem.

No fim das contas, de certa forma, ela nem deixou totalmente a série, uma vez que segue citada como um personagem recorrente, que, mesmo sem aparecer, influencia diretamente no andamento da trama. Elena que, depois de tomar “a cura” para o vampirismo e voltar a ser mortal, é mantida sob encanto, em estado inanimado e, seu corpo é uma das principais armas dos novos vilões para provocar os irmãos Salvatore, especialmente Damon (Ian Somerhalder), é claro.

O troca-troca de casais

the-vampire-diaries-elena-stefan-damon
Stefan, o ex, Elena, a mocinha e Damon, o atual

Claro que Elena sai de cena no melhor momento para o casal formado com Damon. A separação deles na sexta temporada rendeu cenas de saudades tocantes e reavivou nos fãs, a torcida para que tudo acabasse bem, afinal, agora, já estamos convencidos de que eles se amam mesmo e que Stefan (Paul Wesley) foi apenas um romance passageiro. Elena claramente superou completamente um irmão Salvatore para ficar com o outro. Essa é a mocinha nada convencional da série.

Na boa, a troca não é tão inverossímil, quando concluímos que Damon é um personagem mais complexo, badboy, politicamente incorreto, charmoso e, ainda assim, loucamente apaixonado. Já Stefan, é apenas o slowmotion Stefan, bonzinho de tudo para sempre, amém.

Não restam dúvidas de que a atriz deve retornar para a conclusão da série, em algum momento, que a julgar pela queda drástica da audiência, deve estar mais perto do que se imagina.

O episódio que marcou a pior audiência da história

 

Mesmo assim, é completamente equivocado jogar a culpa da queda de audiência de The Vampire Diaries somente na saída de Nina. Os números já não estão animadores há um bom tempo, mas também não se pode negar que eles jamais foram tão ruins.

 Valerie e Stefan em 1863
Valerie e Stefan em 1863

 

Em Age of Innocence, The Vampire Diaries oferece ao público um flashback de 1863, quando o jovem e romântico Stefan (Paul Wesley) surpreende a todos, ao mostrar que seu primeiro amor não foi Katerine, nem outra cópia de Nina Dobrev, mas Valerie (Elizabeth Blackmore), uma das mais malvadas hereges da turma de Lily (Annie Wersching), sua recém-apresentada mãe vampira.

O ex da minha melhor amiga

A chegada de Valerie e seu passado com Stefan foram introduzidos, possivelmente, como uma forma de criar alguns contratempos para o novo casal – que tem levado os shippers ao delírio – formado por Stefan e Caroline (Candice King), até outro dia, melhor amiga de sua ex, Elena. Mas, para contar com aceitação do público em geral que poderia ver Caroline como uma daquelas amigas traíras, os roteiristas mostraram como Caroline foi se apaixonando lentamente por Stefan e que o sentimento entre os dois e, principalmente da parte dela, brotou da mais singela amizade.

Caroline e Stefan

Se mesmo assim, isso não garantiu sua simpatia pelo casal, vale lembrar que Elena já havia aparecido na trama, dizendo que não dava a mínima para Carol pegar seu ex, reforçando que estava mesmo apaixonada por Damon, irmão do ex.

É uma troca troca de casais, naturalmente presente nas séries teens da CW. Apenas aceite, que doí menos!

Mas, vamos combinar que Valerie não tem cacife para tirar Stefan dos eixos, mesmo com as revelações mais recentes do passado comum entre eles. Caroline vencerá está fácil, fácil, mesmo com algumas pedras em seu caminho já despontando no horizonte.

A trama atual

A principal dificuldade desta temporada foi apostar em tramas paralelas, acontecendo em épocas diferentes, no presente e três anos no futuro com os casais reconfigurados e os mocinhos fugindo. Talvez more aí a baixa aceitação desta temporada, mas é difícil apontar um único motivo.

Há quem diga que há muita forçação de barra em algumas situações, como, por exemplo o fato de que Bonnie (Kat Graham) voltou dos mortos e parece ter arquivado de vez o grande amor que sentia por Jeremy. A saída do ator Steven R. McQueen, que deixou a trama para se dedicar a uma série de superherois da TNT, que até agora nunca saiu, foi mal explicada na trama. O cara resolveu deixar de se drogar ou de ser o garoto doce e problemático das temporadas anteriores e fazer faculdade longe, mas não teria largado tudo, ao saber que sua amada volta a vida? Ok. Ele saiu, mas os roteiristas não decidiram matar o personagem, possivelmente pelo mesmo motivo que não mataram Elena. Provavelmente estão aguardando o melhor momento para que eles voltem para a conclusão da saga vampiresca.

Jeremy e Bonnie
Jeremy e Bonnie

Mas não se pode dizer que a trama desta temporada não tenha elementos interessantes para o enredo da série, afinal temos a mãe dos Salvatore, já dada como morta há séculos, que retorna a Mystic Falls e consegue evacuar a cidade, expulsando, inclusive, seus filhos Damon e Stefan. Junto com ela, uma série de hereges, que conseguem ser bruxos e vampiros ao mesmo tempo, ou seja, inimigos poderosos e odiosos.

Também vimos mortes inesperadas como a de Jo (Jodie Lyn Okeef), a amada esposa de Alaric (Matt Davis), grávida de gêmeos (tudo o que o clã de bruxos mais adora) e que começa a projetar uma grande virada nos episódios mais novos.

Alaric e Jo
Alaric e Jo

Os figurantes

Os roteiristas trouxeram ainda vampiras lésbicas, mas convenhamos que não é um casal que realmente empolga.

Reduziram quase à zero as participações de Tyler, que não está entre os personagens mais queridos pelos fãs da série.

Já Matt, o eterno coadjuvante, conseguiu ser promovido a delegado, de uma cidade vazia. Coitado! O cara é legal, mas apenas existe por força da bondade dos roteiristas, considerando seu feito mais importante para a trama, ter sido o primeiro ex de Elena na longínqua primeira temporada.

Matt-crying-at-funeral
Matt

Casais inesperados

 

Com a saída de Jeremy e, a precaução em não formar um casal entre Bonnie e Damon (que quase engatou todas as marchas na sexta temporada), já que, afinal de contas, Elena não morreu e, certamente, voltará em algum momento, a trama começa a aproximar a bruxinha do antes odioso e agora, quase bom moço, Enzo (Michael Malarkey).

Bonnie e Enzo
Bonnie e Enzo

Renova ou não?

O fato é que o sinal vermelho acendeu lá na CW. Na verdade, está aceso já há algum tempo, mas não é fácil para a emissora deixar de lado um título comercial tão poderoso como The Vampire Diaries, uma das séries que se tornaram ao longo dos anos, marca registrada do canal, ao lado da eterna S0brenatural, que também não está em seus melhores dias.

O perigo é que agora, a emissora provou de uma água bem mais doce e que arrebata bem mais fãs – a ondinha de adaptar quadrinhos de super-heróis, que a CW já havia experimentado com êxito em Smallville, mas que nunca foi tão bem sucedida como com The Flash, hoje a maior audiência da emissora.

Mesmo, assim, nossa aposta é que esta é uma série que a emissora não vai cancelar sem concluir. Tudo leva a crer que estamos sendo levados para um invitável final e, por isso, acreditamos que a série deverá ser renovada, talvez para o grande encerramento, que certamente contará com um capítulo final em que Elena e Damon serão felizes para a eternidade.

E você, o que acha? Comenta aí, Por que The Vampire Diaries vem amargando a pior audiência da história da série?

lf4

  • Aninha Fernandes

    A série foi ótima, a melhor série de vampiros feita nos últimos tempos. Deviam ter investido mais no casal delena, que conquistou perfeitamente o coração de todos. Deixou saudades, já assisti várias séries de vampiros, mas essa é a única que ficará na minha memória para sempre. Queria muito que tivesse prosseguido mais temporadas.

  • Amanda Modesto

    Se Kai ainda tivesse na série isso seria diferente. ‘-‘ honestamente. Elena e Kai terem saído foi uma bosta. Beijos #Delena sempre. e Bonnie não combina com Enzo/// não tem química como teve #BONKAI e fim de jogo.