Viagem no tempo, romance e uma fotografia de encher os olhos na nova série do canal Starz

E se você tivesse a chance de viver uma nova vida? Viver um novo amor? Escrever uma nova história? É basicamente sobre isso que a bela Outlander do canal Starz propõe aos seus expectadores.

Baseada no best-seller mundial de Diana Gabaldon, a nova série que estreou no dia 02 de Agosto nos Estados Unidos, mistura romance, viagem no tempo e uma trama épica sob um tom quase poético de sua fotografia de encher os olhos, com as belas paisagens das highlands escocesas, suas cidades calçadas por pedras, ruínas de castelos e fortalezas, belas canções célticas e mitos druidas, ornados por uma reconstituição de época capaz de te transportar para as duas diferentes fases históricas que a trama retrata.

Na série, a bela Claire Randall (Caitiona Balfe, de Crush e Super 8) serve como enfermeira no sangrento front inglês no término da segunda guerra mundial, quando  a Europa estava em plena reconstrução. Casais que há muito não se viam, se reencontram. Este é o caso de Claire e seu marido Frank (Tobias Menzies, de Doctor Who e Game of Thrones), um professor apaixonado pela sua própria árvore genealógica.

Para reaquecer a relação desgastada pelos anos de separação durante a guerra, Frank propõe uma viagem a Claire, o que representaria uma segunda lua de mel. O lugar escolhido: Escócia.

Chegando ao local, em plena comemoração de uma ancestral festa pagã que deu origem ao Halloween, tratam de explorar o lugar e acabam presenciando um antigo ritual druida feito por algumas mulheres Wiccas ao redor de um círculo de pedras com disposição similar ao Stonehenge.

No dia seguinte, Claire, que é apaixonada por plantas medicinais, avista uma flor diferente rente às pedras e decide ir sozinha para colhê-la, momento em que ela é envolvida pelo clima místico do lugar e bruscamente arrancada do tempo presente para séculos antes.

O piloto tem uma narrativa delicada, que lentamente te permite conhecer os principais personagens antes que o mundo vire de ponta cabeça com o súbito salto temporal.

Menzies também interpreta um personagem no século 18 (um antepassado de Frank Randall), e isso é um toque dissonante da série, já que ela o ama no futuro, mas ele é um homem vil e inescrupuloso neste passado, que agora é seu novo presente.

Outlander não deve ser uma série que arrebatará milhões de fãs, nem conta com pirotécnicos efeitos especiais, mas é adorável, curiosa e romântica.

Quem quiser dar uma chance, no mínimo começará a planejar uma viagem para a Escócia, tão impressionantes as locações escolhidas e a igualmente envolvente trilha sonora. Vale conferir.

Confira o trailer:

Veja a bela abertura: