Não dá para sacar se foi por engano ou algo saiu do controle, mas a cada episódio que a AMC lança de Fear the Walking Dead, série derivada do grande sucesso da emissora, inspirado nos quadrinhos de Robert Kirkman, o ódio pelos protagonistas só aumenta.

Todo mundo que curte a franquia, assiste aos episódios de The Walking Dead numa aflição para que Carol salve o dia, Rick seja feliz, Daryl tome um banho, enfim, estamos sempre cheios de boas vibrações, mas ao ver Fear, a gente repete o tempo tudo “Que povo burro, tomara que os walkers devorem eles todos.” Ah, vai dizer que não pensa nisso o tempo todo?

Claro que temos que descontar o fato de que os caras estão vivendo o começo do apocalipse zumbi e naturalmente, ainda estão pegando as manhas, mas vale lembrar que o próprio Rick (Andrew Lincoln), protagonista da série principal, estava dormindo quando tudo começou e não demorou muito para perceber que o mundo era outro.

É quase unanimidade que, mesmo entre os fãs do universo zumbi, os “heróis” da nova aventura são muito problemáticos e, muitas vezes, nos fazem torcer para que sejam um a um mordidos. Quando não estão vivendo aquelas DRs familiares irritantes, estão fazendo besteira e dando sopa para os mordedores.

Vejamos: os caras escolhem uma família fragmentada para comandar a joça toda, formada por uma mulher dominante (Maddison, a mais macha da série, de longe), que jura que quer ser uma mãe leonina, mas que mais parece não ter mais saco para lidar com uma adolescente rebelde (Alicia), um filho drogado (Nick) e um marido bundão (Travis), que trouxe de brinde um enteado psicopata (Chris).

Kim Dickens as Madison, Cliff Curtis as Travis, Alycia Debnam Carey as Alicia and Frank Dillane as Nick - Fear The Walking Dead _ Season 1, Cast - Photo Credit: Frank Ockenfels 3/AMC
Kim Dickens como Maddison, Cliff Curtis como Travis, Alycia Debnam Carey como Alicia e Frank Dillane como Nick

A trama se passa no México e não nos Estados Unidos. Em vez das cidades majestosas destruídas ou os esperados paraísos tropicais, praticamente vemos vilas já favelizadas, um povo caricaturado como altamente alienado e focando nos que creem que os zumbis são coisas religiosas e não bestas famintas.

Depois de uma mid-season finale corajosa, eles se separam ainda mais e vai cada um para uma ponta do México, tentando se achar em um mundo, em que não há lar para onde voltar. No caminho, Nick, que chegou à sábia conclusão de que sua família é tóxica e decidiu partir sozinho, anda no meio dos zumbis por quilômetros, é mordido por um cachorro e come a carne de outro, acha um cara que pode ser o primeiro personagem imune ao vírus zumbi, mas que acredita que tudo o que está acontecendo é parte da purificação da humanidade e vai morar numa comunidade em que se sacrificam os doentes, dando de comer para os zumbis, a quem tratam como se da família (alguns são mesmo rsrs). E, se não bastasse, ainda tem grande potencial para destruir a “Alexandria Latina”, quando decide roubar e enganar um chefão de uma milícia, colocando todo mundo em risco. Desde o começo, Nick despontou para ser o garota enxaqueca da série. É um viciado desligado, feio, mas tem surpreendido, se mostrando que é o personagem que melhor entende o que está havendo.

FTWD 2b

Quando o adolescente Chris perde a mãe, sacrificada pelo próprio pai, ao ser mordida, decide se tornar o primeiro (socio/psico)pata do apocalipse zumbi e sair matando por prazer, Travis abandona a mulher e todos os demais para seguir o aprendiz de Governador*, ferra o pé ao andar descalço pelo mato (vai saber porque) durante dias, encontra o filho maluco e decide que não vai abandoná-lo, mesmo sabendo que o moleque tem tudo para ser o mais treze de todos.

everybody-hates-chris

Maddison, depois de chutada por Travis, em vez de dar graças a Deus, resolve encher a cara de tequila e quebrar taças de vidro na parede em um hotel infestado de zumbis, na companhia de Strand, o personagem mais dúbio, que fez juras de amor para um namorado, que ele conheceu dando um golpe financeiro e que matou, iludindo o coitado de que morreriam e iriam juntinhos para o céu, bem ao estilo, “vai você primeiro e depois me conta…”. Aliás, prepare o ódio no coração porque tudo indica que vai rolar algo mais entre Maddison e Strand muito em breve, o que fará de Travis, além de bundão, o primeiro corno da nova era zumbi.

fear-the-walking-dead-s02e09-kim-dickens-madison

Pior que em vez de torcer para que Maddison recupere os filhos e o marido, para que Travis se torne o líder que esperamos, para Alícia se tornar mais útil e baixar a Comandante dos Terra-Firmes que viveu em The 100, a gente quer mesmo é que Negan leve Lucille para umas férias em Acapulco urgente.

Vai entender.

Negan The Walking Dead s07e01

[follow id=”tvexpert” count=”true” ]
lf4

Deixe uma resposta