Sim, o herói mascarado chega aos 75 anos. Nascido nas histórias em quadrinhos publicadas originalmente pela DC Comics e, cuja primeira aparição, data de maio de 1939 como parte da edição 27 da revista Detective Comics (embora haja algumas especulações de que teria aparecido em 1932 nos desenhos de Frank Foster), Batman parece mais jovem do que nunca.

Desde a clássica e divertida série dos anos 60 com suas onomatopeias, o cavaleiro das sombras, é figura fácil na mídia e, ao lado do Superman e do Homem Aranha, Batman é um dos heróis mais cultuados no mundo inteiro, gerando infinidade de conteúdos para os universos multimídia, tais como HQs, games, filmes, desenhos animados e, claro, nossa amada televisão.

Tendo como alter ego o milionário Brune Wayne, que, depois de testemunhar a morte de seus pais, ainda criança, nutriu um desejo por justiça e vingança e adotou a marca de um morcego, animal que mais temia quando criança, Batman é, antes e tudo, uma história sobre superação de medos. Talvez por isso, tamanha a identificação que os fãs tem com o personagem.

E, para homenagear os 75 anos deste adorado herói, o SeriExpert te convida a relembrar um pouco da trajetória do homem morcego nas séries de televisão:

Batman (1966-1968) Uma das séries mais lembradas e bem sucedidas foi levada ao ar pela CBS em live-action. Com sua estética dinâmica e seus SOC e POW que apareciam durante as lutas, fez a cabeça de várias gerações, além de claro, as engenhocas que apareciam no cinto de utilidades como o bat-repelente-de-tubarões ou a bat-lanterna. A série foi estrelada por Adam West como Batman e Burt Ward como Robin. Aliás, esta série é uma das responsáveis pela popularização da figura do garoto prodígio, mais recentemente tão renegada nas aventuras cinematográficas do herói.

Batman/Superman Hour (1968-1969)

O debut de Batman como desenho animado para a TV foi com esta série produzida pela Filmation (a mesma de He-man e She-Ra) e exibida pela CBS. Neste desenho, Batman dividia com Superman e Superboy, suas primeiras aventuras animadas. A série traz também o tema musical, que seguramente, é o mais conhecido pelos fãs de Batman até hoje.

 

Super-Amigos (1970- 1985)

Algum tempo depois, Batman faria parte do inesquecível time de heróis da Liga da Justiça, intitulados Super-Amigos. Ao lado de Superman, Aquaman, Mulher Maravilha e muitos outros, ele e Robin combatiam os terríveis vilões em histórias cheias de ação. Desenvolvida pelos estúdios Hanna-Barbera, a série animada teve muito sucesso e oito temporadas foram produzidas entre 1970 e 1985.

The New Scooby-Doo Movies (1972-1973)

Bem, talvez isso seja um pouco embaraçoso, mas nos anos 70, Batman ainda encontrou tempo para algumas participações especiais antológicas nos longas animados do cachorro Scooby-Doo e seu companheiro Salsicha, também produzido pelos estúdios Hanna-Barbera. Bom, pelo menos não foi em Zé Colmeia, outra produção famosa da HB.

As Novas Aventuras de Batman (1977)

Mesmo sendo uma das estrelas da Liga da Justiça, em 1977, Batman voltou a ganhar uma série animada solo chamada The New Advertures of Batman. Nesta série, Batman, Robin e agora a Batgirl lutam contra os vilões de Gotham City.

0transitorioThe Super Powers Team: Galactic Guardians (1985-1986)

Já nos anos 80, vemos nosso herói participar do reboot da Liga da Justiça, inspirado nos quadrinhos da DC Comics. Ainda produzido por Hanna-Barbera e agora sob o título de The Super Powers Team: Galactic Guardians, a série animada seguia uma linha parecida com a dos Super-Amigos.

O maior evento de Batman nesta série é que, pela primeira vez, fora dos quadrinhos, a sua origem  é retratada. No episódio intitulado “The Fear”, em um jogo mental provocado pelo terrível vilão Espantalho, vemos Thomas e Martha Wayne serem confrontados com um assaltante não identificado, logo após assistir a um filme de Robin Hood com seu filho pequeno Bruce. Quando Thomas acaba tentando lutar contra o assaltante, Bruce cita “Não pai, ele tem uma …” e relâmpagos são mostrados no céu na alusão ao assassinato por tiros, que desencadeia toda a trama do herói mascarado. Vale a pena rever este que é um dos melhores episódios da série.

Batman: The Animated Series (1992-1995)

Bastante aclamada pela crítica e vencedora de quatro prêmios Emmy, a série animada é produzida pelos estúdios Warner e, após algumas exibições foi rebatizada de Batman e Robin, em homenagem a primeira série do homem morcego. A estética do desenho foi tão elogiada que gerou uma série de derivações e concedeu aos estúdios Warner outro patamar no universo da animação, já que antes era conhecida apenas pela série Looney Toons. A chave para o sucesso do desenho foi a releitura dos vilões clássicos de Batman como Charada e Pinguim e uma aproximação com suas versões sombrias que faziam sucesso no cinema.

The New Batman Adventures (1997-1999)

A mesma equipe da premiada animação de 1992 se junta para dar uma continuação à trama, a situando 2 anos após os acontecimentos mostrados anteriormente. Robin, após algumas divergências com o homem morcego, se separa de Batman, adquirindo a alcunha de Asa Noturna e passa a combater o crime de forma solo, mas Bruce escolhe um novo Robin, filho de um dos capangas de Duas-Caras. Aliás, neste desenho vemos o bandidão  Duas-Caras assumindo o papel de um novo justiceiro em Gotham. Os traços do desenho sofreram críticas, uma vez que alguns personagens aparecem bastante descaracterizados. Vemos Batman com olhos azuis, Coringa sem a famosa marca de batom, a Era Venenosa se torna um mutante verde e o Espantalho está irreconhecível.

Batman Beyond (Batman do Futuro, 1999-2001)

Também produzida pelos estúdios Warner, esta animação que teve 52 episódios e um longa metragem, e nos trouxe um Bruce Wayne aposentado, já septuagenário. Quem assume a luta pelo crime é um garoto chamado Terry McGinnis, que descobre acidentalmente a batcaverna e outros segredos do herói. Ele age para desbaratar as más intenções do inescrupuloso vilão Derek Powers, que é também o diretor das empresas Wayne e acaba sendo escolhido por Bruce para ser seu pupilo e seguir os passos do homem morcego.

Liga da Justiça (2001-2006)

Tentativa dos estúdios Warner de retomar a Liga da Justiça, que reúne os principais super heróis do universo DC em uma versão moderna e com traços exóticos e similares aos de Batman Beyond. Aqui, sai definitivamente o tradicional 2D e muitos efeitos de animação 3D são inseridos.

The Batman (2004-2008)

Simultaneamente ao sucesso da nova versão da Liga da Justiça, os estúdios Warner investem em mais uma série solo do nosso herói. Conta-se que o objetivo do estúdio com essa série é reintroduzir para as novas gerações toda a mitologia em torno de Batman. Mais uma série com traços exóticos, em especial nos vilões que ganham feições de monstros. São sentidas as ausências de Espantalho e Chapeleiro Louco, vilões presentes nas sagas anteriores.

Já nas últimas temporadas, a série se desconecta do roteiro original e se transforma em outra versão da Liga da Justiça.

Batman: The Brave and the Bold (Batman: Os Bravos e Destemidos, 2008-2011)

A DC colaborou com a Warner na produção desta nova versão da série, que troca os sombrios traços das versões anteriores por uma trama mais colorida e bem humorada, que remete ao seriado live-action dos anos 60. Aqui, Batman luta ao lado de heróis clássicos da DC, como o Flash.

Beware The Batman (A Sombra do Batman, 2013 )

Uma turma toda nova (que já havia sido apresentada nos quadrinhos) foi introduzida ao universo de Batman nesta animação para a TV. Os produtores do desenho afirmaram que não queriam fazer mais uma história de Batman versus Coringa e reviraram o baú dos mais de 70 anos do herói mascarado, resgatando vilões de menor expressão diretamente das paginas das históricas HQs. Assim, aqui, o nosso herói se junta à espadachim Katana e ao seu mordomo (e agora agente secreto) Alfred Pennyworth para enfrentar o submundo do crime comandado por alguns vilões novos como Anarquia, Ra’s al Ghul, Tobias Whale, Doutor Porko, Magpie, Senhor Sapão, Humpty Dumpty e Axel Alex.

Houve uma grande preocupação com realismo nesta série animada, que teve que atenuar a violência dos vilões e até, modificar as armas usadas para que não parecessem tão realistas. Tudo isso estimulado pelos episódios de violência ocorridos na vida real e associados ao lançamento do filme Cavaleiro das Trevas , em 2012.

Gotham (2014)

Neste ano, a FOX traz uma viagem diferente para o universos do homem morcego. Estamos em Gotham City, a violenta terra natal de Bruce Wayne em uma fase contemporânea ao assassinato dos seus pais. Assim, a trama mostra o surgimento de vilões como Pinguim, Charada e Duas Caras, além de narrar a trajetória de Jim Gordon, antes de se tornar o renomado comissário Gordom.

Leia aqui nossa resenha sobre a série.

Diz, aí! Qual a sua fase preferida do homem morcego na TV?

lf4

Deixe uma resposta