Tudo em torno da série épica da HBO é grandioso. Mesmo que os números oficiais ainda não tenham sido divulgados, a internet se mobilizou para acompanhar a estreia da sexta temporada de Game of Thrones, na noite de domingo, 24 de abril.

A sexta temporada foi tema de 9 em cada 10 posts e comentários nas redes sociais, em que memes infinitos pipocavam a cada segundo.

Temporada esta que é a primeira sem que haja um livro imediatamente correspondente lançado da saga de George R.R. Martin, ainda que algumas pontas do que vemos na TV já tenham menções nas crônicas.

O fato é que, a partir de agora, quase tudo, senão tudo, será material inédito que promete soterrar os fãs de spoilers ou assumir definitivamente que livro e série são obras distintas, com enredos divergentes e caminhos independentes. A série está em sua antepenúltima temporada (segundo informações da própria emissora). A ideia é finalizar a versão para a TV em oito temporadas, sendo as duas derradeiras (a de 2017 e a de 2018) com 8 e 6 episódios respectivamente. Enfim, estamos nos aproximando do desfecho e, ao que tudo indica, será grandioso.

Em um episódio correto em tudo, tivemos um dos “previously” mais bem escritos até hoje. A HBO recuperou o passo imediatamente anterior da maioria dos personagens centrais da série.

É claro que tem spoilers do episódio a partir daqui.

Apesar de sentidas as ausências de Mindinho, Loras e Bran Stark, pudemos confirmar que Arya continua cega, que Sansa continua em fuga, que Brienne continua “o cara”, que Cersei ainda se recupera dos cacos de si mesma depois da humilhação pública e que a notícia da morte da filha apenas colabora para aumentar seu desespero e inconsequência, que Daenerys continua com fogo nas ventas e, mesmo em poder dos Dothraki, conseguiu se impôr e que Stannis morreu mesmo. Por falar em morte, a dúvida que todos cultivavam foi esclarecida, ao menos por hora: Jon Snow realmente passou dessa para a melhor.

dany e dothraki

E, aliás, mesmo com o cadáver do ex-comandante da patrulha da noite debruçado sobre uma fria mesa em  Castle Black, tendo ao redor os poucos aliados que lhe restaram, ainda é duro aceitar que esta história teve um fim, considerando que, pelo menos na TV, Snow era/é incontestavelmente o principal mocinho.snow

Porém, como todas as especulações e teorias já fervilhavam, uma fagulha de esperança surge quando Melissandre, a feiticeira vermelha, é lembrada por seguir um deus que dá a seus sacerdotes o poder de ressuscitar os mortos. Ainda que exista ali alguma intenção sinistra, porque Melissandre não é flor que se cheire, a esperança chegou junto com o inverno. Além disso, é isso ou o grande risco de Snow levantar da mesa transformado em um caminhante branco, o que tem acontecido com todos os mortos do Norte de Westeros, continente fictício onde a maior parte da trama é ambientada.

Claro que nem tudo são respostas e flores, afinal se fosse nem seria uma série e sim, um filme com início, meio e fim: Dorne tende a morrer superficial, Arya vai continuar comendo o pão que o diabo amassou e a esperada reação violenta de Cersei contra o Alto Pardal ficou para depois. Ela sequer pareceu em choque com a perda da filha, mas apenas conformada com uma profecia que a persegue a vida toda. Houve quem esperou que ela iria surtar e mandar matar todas as serpentes e ainda despejar todo seu ódio em cima de Jaime, mas nem isto.

O fato é que, ainda que não tenha a riqueza de detalhes dos livros, do ponto de vista de estrutura dramatúrgica e como recapitulação, a construção do episódio um é impecável: muitos ganchos poderosos capazes de capturar o espectador e amarrá-lo à frente da TV pelas próximas 10 semanas. Isto é série.

De certeza, resta o consolo de que Snow não está definitivamente superado e Melissandre faz parte deste rito de passagem e este suspense é do que o povo gosta! Prevemos recordes e recordes de audiência daqui pra frente.

E, claro, por falar em Melissandre, o grande destaque do episódio foi para ela, que nos segundos finais do capítulo, revela-se – despida de suas vestes e de seu colar misterioso – como realmente é: velha, mas muito velha mesmo. Chocante, considerando que é alguém que exibe vigor e beleza tão exuberantes quanto sua maldade. Não foi à toa que o episódio recebeu o título de A Mulher Vermelha. Já era de se esperar que algo grande aconteceria com ela e, isto é apenas a ponta do iceberg.

Melissandre

Game of Thrones é exibida simultaneamente com os Estados Unidos pela HBO em versões dubladas e legendadas, aos domingos, a partir das 22h03.

[follow id=”tvexpert” count=”true” ]
lf4