Nem bem a quinta temporada chegou ao fim (e que fim!), começam a fervilhar informações a respeito daquela que deve ser a temporada mais autoral da versão televisiva, uma vez que não há novos livros lançados da série literária de George R.R. Martin.

Contém Spoilers
Cuidado!

Enquanto muitos especulam se existe um destino alternativo e oculto para Jon Snow, um dos personagens mais queridos e que não sobreviveu à matança da quinta temporada, outro olhares são lançados para o desenrolar da trama da rainha-mãe, Cersei Lannister.

Para quem acompanha a série, Cersei sempre se mostrou um dos personagens mais ardilosos e vigorosos da trama e. depois de tanta maldade, luxúria, traição e manipulação, finalmente vemos a megera comendo o pão que a “religião” amassou.

Após ser alertada, ainda criança, pela feiticeira Maggy, a rã ,de que um dia seria rainha (como hoje é de fato), mas que perderia tudo para uma rainha mais nova, rapidamente Cersei reconheceu na sua nora, Margaery, uma grande concorrente.

“Sim (…) Rainha será… até chegar outra, mais nova e mais bela, para derrubar você e roubar tudo aquilo que lhe for querido.”  – dizia a profecia.

Cersei 2Como mais uma de suas armações para se livrar de Margaery, a quem Cersei vê como grande ameaça a seus planos e entrave que poderia retirar seu poder controlador sobre seu filho, o jovem rei Tommen, a rainha fomenta a Fé Militante, que acusa Sir Loras de cometer atos homossexuais. Margaery, por tabela, acaba presa acusada de ser cúmplice da conduta do irmão. Não sabia Cersei que o que parecia vitória, logo se viraria contra ela, já que ela mesma possui inúmeros pecados, dos quais muito se especula entre os súditos; o principal deles, a acusação de trair seu marido, o falecido rei Robert com o próprio irmão, com quem teria tido três filhos, inclusive, o atual rei Tommem.

Presa, humilhada e despida de toda vaidade, os episódios mostravam cada vez mais a dualidade entre o ódio de quem está acostumada a dar as cartas ser submetido ao status de uma reles criminosa e a esperteza dos Lannisters, que sabem muito bem que às vezes, devem retroceder para dar um passo à frente. Confessando parte dos pecados dos quais é acusada, Cersei é condenada a realizar o caminho da vergonha, penitência na qual teve que caminhar nua na frente de uma multidão raivosa, como expiação de seus pecados.

NEW YORK, NY ñ June 14, 2015: Game of Thrones Stannis begins to march. Dany is surrounded by strangers. Cersei seeks forgiveness. Jon is challenged.  Seven noble families fight for control of the mythical land of Westeros. Political and sexual intrigue is pervasive. Across the sea, the last members of the previous and deposed ruling family, the Targaryens, are also scheming to regain the throne. The friction between the houses Stark, Lannister and Baratheon, and with the remaining great houses Greyjoy, Tully, Arryn, and Tyrell, leads to full-scale war. All while a very ancient evil awakens in the farthest north. Amidst the war and political confusion, a neglected military order of misfits, the Night's Watch, is all that stands between the realms of men and icy horrors beyond.  Photograph:©HBO "Disclaimer: CM does not claim any Copyright or License in the attached material. Any downloading fees charged by CM are for its services only, and do not, nor are they intended to convey to the user any Copyright or License in the material. By publishing this material, The Daily Mail expressly agrees to indemnify and to hold CM harmless from any claims, demands or causes of action arising out of or connected in any way with user's publication of the material."

Após todos estes acontecimentos, Cersei está livre, de volta à fortaleza vermelha de Porto Real pronta para lançar mão de todo arsenal de guerra para se vingar dos seus inimigos.

Segundo os livros, a rainha-regente de Westeros usaria do apoio de Varys para despachar alguns desafetos, entre eles, o grand-meistre Pycelle, quem se recusou a ajudá-la a livrar-se da situação em que se encontrava. Acontece que Varys, na licença poética da série, está muito longe dali em Meereen com Tyrion. Além deste, Cersei ainda dá cabo do próprio tio, que tenta afastá-la do filho Tommen, para que ele possa ter uma educação correta, já que é o novo rei de Westeros.

grand-maester-pycelle-2

Se a maioria das profecias proferidas no livro, cujas frações também vimos no primeiro episódio da temporada atual preveem a derrota da monarca má, Cersei parece ainda ter lenha para queimar e muito serão levados em sua vingança.

Sobre a profecia dita acima, muitas dúvidas ainda se mantém, uma vez que, ao citar como uma jovem rainha a causadora de tanto sofrimento para a rainha má, este título pode muito bem ser atribuído a várias outras personagens:

Por exemplo, Sansa Stark, que por hora come o pão que o bastardo Bolton amassou, tende a se reerguer e proclamar rainha do Norte, do Vale e das terras fluviais, em uma das mais interessantes reviravoltas do livro, que devem ser incorporadas à série.

Cersei e Sansa em cenas da segunda temporada
Cersei e Sansa em cenas da segunda temporada

Outra grande candidata a rainha jovem é Daenerys, já que a mãe dos dragões é obviamente mais nova e se auto-intitula rainha dos sete reinos e das terras livres.

O final de Cersei, de toda maneira, já é previsto no livro por outra profecia de Maggy, a rã:

Após Cersei perguntar se ela e o rei teriam filhos, sua última pergunta, Maggy respondera:

“Oh, sim. Ele dezesseis, e você três. (…) De ouro será sua coroa, e de ouro sua mortalha (…) E quando suas lágrimas a afogar, o valonqar enrolará as mãos² em sua pálida garganta branca e a estrangulará até roubar sua vida.”

O termo valonqar é traduzido como um homem, pelas mãos do qual, a rainha perecerá enforcada. Alguém duvida que Jaime Lannister ainda é o mais forte candidato? E que épico final seria esse?  Tanto amor, tanto ódio, tanta tragédia em cena.

cersei 1

Vamos aguardar os próximos episódios.

Curta nossa Página no Facebook

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta