Baseada no romance homônimo de R. L. Stine, Eye Candy é toda bem construída, misturando suspense, mistério, crimes e tecnologia e nos fazendo roer as unhas para tentar descobrir quem é o assassino em série, obcecado pela mocinha Lindy (Victoria Justice).

Após a exibição do segundo episódio, o clima de mistério do novo thriller da MTV só aumentou.

CONTÉM SPOILERS

Inicialmente a lista de possíveis assassinos em série se resumia a três caras com quem Lindy se correspondeu em um aplicativo de namoro, mas agora, um a um estes suspeitos vão sendo literalmente eliminados. Aparentemente, depois dos últimos acontecimentos, só resta um entre eles, mas a atmosfera de mistério da série nos faz olhar com desconfiança para todos os lados.

eyecand

Logo na estreia, Peter (David Caranza) saiu do páreo, pois o fato de ter sido o primeiro cara a sair com Lindy despertou a ira do verdadeiro assassino e as coisas não terminaram bem para ele. No episódio 2, na ânsia por descobrir quem é o seu personal-stalker, Lindy convida Jake (Ryan Cooper) para jantar. O rapaz não só aceitou como apareceu de repente no apartamento dela (o qual ele não deveria ter o endereço) com a desculpa que queria surpreendê-la e ele mesmo preparar o jantar. Muito tensas as cenas em que Jake travava uma discussão sobre culinária segurando uma faca muito afiada nas mãos.

Para sua sorte, sua colega de quarto  Sophia (Kiersey Clemons) e Connor  (John Garet Stoker), amigo gay  de Sophie chegam ao apartamento e acabam empatando a noite e as intensões de Jake, seja elas quais fossem. No final, nada aconteceu.

Convencida de que Jake era bonzinho e inofensivo demais, a garota determinada, com a ajuda da policia, em especial do detetive Tommy (que todo mundo já percebeu que é caidinho por ela) partiu para investigar Reece (Nils Lawton), o outro suspeito.

Reece poderia até ser o assassino: é fichado na polícia por uma acusação de estupro que acabou arquivada por falta de provas, usa drogas e faz o tipo grosseirão. Para completar, uma das vítimas do assassino foi visto com ele antes do crime. Mas a narrativa surpreende e tenta fugir da obviedade. Reece também foi sequestrado pelo criminoso e, ainda não sabemos, mas pode acabar pagando com a própria vida por se meter com Lindy, que neste momento é o pior partido de Nova Iorque.

Mas muito além dessa lista, tantos outros são suspeitos que fica difícil arriscar. Você tem um palpite? Veja nossa lista de maiores suspeitos, até aqui.

Jake

um dos caras do aplicativo de namoro.  Parece gente boa. Cozinhou para a moça no primeiro encontro, apesar de ter sido assustador que ele pesquisasse e descobrisse o endereço da garota. Muito bom em manipular facas (por enquanto, para cozinhar). A princípio um cara legal, acima de qualquer suspeita, o que é muito suspeito em uma série de crimes.

Detetive Tommy

Era parceiro de Ben, ex-namorado de Lindy, que acabou sendo morto pelo assassino, quando começou a investigar os crimes. Tommy sempre aconselhava o amigo a se afastar, dizendo que ela era chave de cadeia. Por isso, Lindy não gosta dele, mas é óbvio que ele arrasta uma asa por ela. O fato de não ser correspondido, seria um motivo? Não podemos esquecer que, por ser policial e estar envolvido na investigação, tem acesso privilegiado às provas e pistas sobre o crime, que ele poderia estar, inclusive, manipulando, como na vez em que foi golpeado pelo suposto assassino. Seria ele uma farsa?

Sophia

Colega de quarto. Aparentemente adora e se preocupa com a amiga, mas se conheceram em uma boate e já a convidou para dividir o aluguel? Quem sabes se não a inveja por algo que ainda não sabemos? Talvez tivesse algum tipo de interesse em Ben (), namorado de Lindy, morto no primeiro episódio. Ela jurava que nem gostava dele, mas também foi ela quem o levou para a morte, indiretamente, já que avisou que Lindy pretendia descobrir quem era o tal stalker.  Não podemos esquecer também que foi ela quem criou o apelido Eye Candy e inscreveu Lindy no aplicativo de paquera que iniciou todo o jogo de suspense e a colocou na mira do assassino.

Connor

Amigo gay de Sophie, que apareceu mais de uma vez, dizendo que não ia muito com a cara da colega de quarto da amiga. Talvez por ciúme de sua amizade? De repente, está mais próximo, ajudando. Até foi ele quem ensinou Lindy a usar o aplicativo de namoro. De forma muito suspeita, no episódio dois, ele se separa do grupo na delegacia e fotografa com o celular fotos das investigações dos crimes. Para que?

George

À primeira vista, alguém acima de suspeitas. Gordinho e simpático,  parece um cara bacana e Lindy, que convive todos os dias no trabalho com ele, apenas o vê assim: um cara bacana. E se ele quisesse algo mais? Lembre-se de que o serial-killer é alguém obcecado por beleza física, o que pode ser um desvio de personalidade de George que não se enquadra exatamente neste estereótipo. Além disso, assim como George, o criminoso é um gênio cibernético. Uma pessoa qualquer que conheceu Lindy através do aplicativo de namoro, jamais saberia que ela também é hacker. Alguém que a conhece está por trás disso.

E façam suas apostas sobre o que vai acontecer nesta série eletrizante da MTV.

Quer saber mais sobre Eye Candy? Leia nosso artigo sobre a série.

Confira o trailer:

likeface

 

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta