Ok. Bizarro e Syfy são palavras que frequentemente são vistas na mesma frase e, por isto, muita gente torce o nariz para as produções do canal. Apesar de inegáveis surtos de qualidade, o canal não nega a origem e consegue sempre se superar no quesito maluquice.

Criada por William Laurin e  Glenn Davis e estrelada por Anne Heche ( Mens on Threes) e James Tupper (Gray’s Anathomy e Revenge), Aftermath tem tantos elementos que o caos do fim do mundo bíblico, maia ou científico não seria suficiente e então o Syfy misturou tudo em uma única série.

Terríveis erupções solares varrem a superfície da Terra e fritam quase toda comunicação eletrônica e em rede que temos. Tsunamis varrem cidades, enquanto terremotos nunca vistos parecem remoer as entranhas da Terra ao mesmo tempo que furacões de magnitudes impensadas são capazes de arrancar o que vêem pela frente e fazer chover peixes dos mares em remotas cidadezinhas do interior.

No piloto, a série não mostra exatamente como tudo começou. Já entramos neste novo mundo caótico à beira do colpaso. Enquanto ainda funciona, a TV mostra a maior evacuação terrestre já vista nos Estados Unidos. Todo mundo está fugindo e o governo tenta como pode criar zonas seguras para as quais as famílias tentam se dirigir. Além de tantos desastres naturais, notícias sobre doenças estranhas que rapidamente estão se espalhando e consumindo as pessoas.

Nos primeiros quadros da série, vemos os professores de uma universidade, onde o protagonista Joshua Copeland leciona sobre arqueologia e civilizações antigas, tentando salvar documentos e relíquias como réplicas de pirâmides pré-colombianas e outros símbolos mitológicos, dando o tom do que ainda vem por aí.

Joshua é casado com Karen, piloto de helicópteros da força área americana. Eles têm três filhos, Matt, ex-atleta lesionado do ensino médio e agora aspirante ao exército da salvação e as gêmeas adolescentes, Brianna e Dana, completamente diferentes não só fisicamente como também em sua personalidade. A primeira descolada e moderna, pensa em fugir para a cidade grande e a segunda, gênio ambulante e centrada.

aftermath

Após a passagem de um furacão, todos se salvam e são alertados por um policial sobre outros eventos estranhos na cidade, além dos peixes de água salgada que choveram do céu. Cobras foram trazidas pelo furação em outra fazenda e a doença que faz as pessoas enlouquecerem e terem ataques de violência acabou com uma família inteira. O policial segue então em busca de alguns campistas que foram dados como desaparecidos.

Depois disso, o “bagulho fica louco”. Um dos campistas aparece na casa da família Copeland atordoado e com uma fome alucinante e, acaba atacando Karen, salva pelo filho Matt, que atira no rapaz. No momento em que o jovem morre, vemos uma criatura saindo de seu corpo como se fosse um espírito.

aftermath3

Em seguida, Brianna, uma das gêmeas é simplesmente raptada por um cara que sai voando com a garota. Sim, isso mesmo. Sai voando. Avisei que o negócio é louco.

aftermath2

Joshua cita a Bíblia e o fim dos tempos e sua esposa não acha possível, mesmo depois de verem o que viram. Ele ainda cita antigas lendas de espíritos chamados Skywalkers que, estavam aprisionados nas profundezas da Terra e que, se libertados, poderiam possuir pessoas e as obrigarem a fazer coisas terríveis e sobrenaturais como sair voando. Ok, sei que parece muito patético (e é), mas acaba parecendo a melhor explicação para o que vemos até então.

A família decide pegar suprimentos e um trailer e especulam que a filha sequestrada não só estaria viva, mas que iria acabar encontrando com eles no caminho. O pior que a garota foi largada em algum lugar da floresta, mas consegue escapar do rapaz possuído que a raptou e realmente segue sua jornada a fim de se encontrar com a família mais adiante.

E a partir daí, vamos vendo uma sucessão de loucuras na saga do reencontro dos Copeland. No caminhos, outros personagens vão aparecendo e a mitologia da série só cresce.

Meteoros devastam cidades, as pessoas começam o perigoso jogo do cada um por si e é cada vez mais difícil saber em quem confiar e quando você vê um dragão voando e capturando um cavalo você chega ao momento crucial de decidir se ainda quer continuar assistindo isto.

Até porque Aftermath não tem nenhum preocupação com roteiro e coerência, os acontecimentos vão se atropelando, os protagonistas oscilam entre corajosos e estúpidos e não dá para saber se as pessoas estão doentes ou possuídas. E, acredite, não há qualquer sinal de que as coisas podem ficar melhores. Parece o típo de série em que se pode ver um demônio, um zumbi e um alienígena lutando contra um elfo e, a série nem é uma comédia.

Esta é uma daquelas produções que acabam matando a reputação do canal que já fez coisas brilhantes como Childhood´s End, The Expanse, Dark Matter e 12 Monkeys.

Confira o trailer de Aftermath: