Na teoria, a boa dramaturgia, seja em qualquer veículo – televisão, cinema, livros etc. –  tem como finalidade contar uma história de bem e mal, protagonistas e antagonistas. Normalmente, nas histórias ficcionais, o público espera um final feliz e as pessoas tendem a se posicionar de forma a torcer pelos bonzinhos e odiar os malvados. Isso é natural, uma vez que não raramente procuramos nos identificar com os mais virtuosos. Afinal, ninguém quer se comparado à bruxa má ou ao assassino.

Mesmo assim, este cenário parece estar mudando cada vez mais. Talvez por um notado maior esforço dos roteiristas em substituir a superficialidade de quem é classificado apenas como malvado por personagens cada vez mais complexos e que, tal qual as camadas de uma cebola, nos apresentam inúmeras facetas destes personagens que nos pegam de jeito e quando nos percebemos, já estamos torcendo pelos malvados.

E aí, pode ser um trauma convincente do passado, uma grande paixão, um ato de misericórdia inesperado ou o sempre grande trunfo: a redenção. Afinal, Como não se emocionar com o vilão que se arrepende e no final até ajuda a resolver a problemática da história?

Outra coisa inquestionável: os atores escolhidos para viver estes personagens são quase sempre tão bons que engolem nossos mocinhos e roubam a cena.

Seja quais forem os motivos, vivemos uma nova fase em que os vilões não raramente se tornaram o maior atrativo de uma produção. Neste artigo, separamos 30 grandes vilões que adoramos odiar (ou odiamos amar). Alguns são apenas charmosos e outros são maldade pura.

A lista está em ordem alfabética, pois sabemos que é sempre muito subjetivo definir o maior vilão de todos os tempos. No final, ajude-nos dando seu voto.

[tie_slideshow] [tie_slide]

Benjamin Linus em Lost

Interpretado pelo grande ator Michael Emerson, Benjamin se tornou mais temido do que a fumaça preta e infernizou a vida dos sobreviventes da ilha mais misteriosa de todos os tempos. Dúbio, manipulador e com um dos olhares mais assustadores da ficção, Ben tinha uma verdadeira obsessão pela misteriosa ilha e pelo poder e era capaz de qualquer coisa para alcançar seus objetivos. Mesmo quando parecia derrotado, conseguia reverter tudo a seu favor. Se sentia um ser especial e seu coração de gelo o levou a matar todo o seu povo para conseguir o que queria.

[/tie_slide] [tie_slide]

Crowley em Supernatural

humans

Supernatural é o tipo de série que fala basicamente de vilões, então listar um ou outro é desafiador. Escolhemos Crowler, brilhantemente interpretado por Mark Sheppard, pela sua surpreendente trajetória na série. Aparece primeiramente como um simples demônio negociador, passando posteriormente a rei do inferno e possuidor da alma de Sam Winchester (Eric Kripke), o que fez os fãs o odiarem mortalmente. Além disso, o bicho é difícil de morrer.

[/tie_slide] [tie_slide]

Damon Salvatore em The Vampire Diaries

Charmoso, irônico, maldoso e irrecuperável. Mesmo em uma fase um pouco mais “paz e amor”, Damon é essencialmente Damon. Ian Somerhalder construiu um personagem amado e odiado em igual magnitude e se tornou o grande e sanguinário vilão da série. Curiosamente, hoje, é disparado o preferido entre os fãs para ficar com a insossa mocinha Elena (Nina Dobrev). Damon é responsável por uma matança incontável como um dos vampiros mais descontrolados da saga juvenil do canal CW. Ainda assim, conta com a simpatia quase unânime dos fãs.

[/tie_slide] [tie_slide]

David Robert Jones em Fringe

Vivido por Jared Harris, outro ator com cara de louco não importa o personagem. David Robert Jones (geralmente mencionado pelo nome completo nos episódios) era um tormento para a agente Olivia Duncan (Anna Torv) e seu parceiro Peter (Joshua Jackson) em qualquer dos multi-universos da série. Especialista em química e em armas inimagináveis, tocava o terror em uma das melhores séries de ficção científica de todos os tempos.

[/tie_slide]

[tie_slide]

Dexter na série homônima

Mesmo sendo o “herói” da série e ter tantas características que nos fazem enxergar humanidade em seu comportamento desviado, Dexter (Michael C. Hall) é um grande serial-killer e, mesmo se especializando em matar vilões, isso não o faz totalmente angelical. Capaz de requintes de crueldade, é responsável por incontáveis mortes e seu desejo por matar nunca foi efetivamente eliminado, permanecendo sempre com um pé no bem e outro no mal.

[/tie_slide]

[tie_slide]

Diana em V, Os Visitantes

Nos anos 80, uma minissérie impactou fortemente o público, ao abordar com muito suspense a história da chegada de imensas naves espaciais na Terra, trazendo uma raça que pregava a paz e o compartilhamento de seu conhecimento com a humanidade, mas que na verdade, escondia planos terríveis. Liderados pela impiedosa Diana, interpretação marcante de Jane Badler, que além de suas maldades, chocou ao revelar que na verdade, os visitantes eram uma espécie de répteis usando máscaras que simulavam o rosto humano. Diana aparece engolindo ratos, pássaros e aranhas. Anos mais tarde, a ABC lançou um remake da série no qual a atriz original faz uma ponta. No lugar da Diana, a brasileira Morena Baccarim interpreta Anna, sua equivalente. Igualmente linda, dissimulada e perigosa.

[/tie_slide] [tie_slide]

Fish Mooney em Gotham

Em uma interpretação marcante, a atriz Jada Pinkett Smith dá vida a um dos excelentes vilões da nova série da FOX, Gotham. Uma espécie de matriarca do crime, Fish é linda e elegante, mas perigosa, ardilosa e capaz de arquitetar terríveis planos para tirar de seus caminhos aqueles que a atrapalham. Almeja ser a principal gangster da violenta e fictícia cidade de Gotham. Ela é a grande responsável por tornar Pinguim, um dos grandes e mais diabólicos vilões do universo de Batmam.

[/tie_slide] [tie_slide]

Georgina Spark em Gosspi Girl

0transitorio

As séries teen tem boas vilãs, geralmente meninas lindas e malvadas.

Representando a classe,  Georgina (Michelle Trachtenberg) gostava de infernizar a vida de Serena Van der Woodsen (Blake Lively), na série. Onde tivesse maldade, drogas, bebidas e confusão, a garota certamente estva envolvida.

[/tie_slide] [tie_slide]

 Governador em The Walking Dead

Este vilão de arrepiar os cabelos, transformou em inferno a vida dos sobreviventes do apocalipse zumbi da série da AMC. O Governador é quase uma unanimidade quando o assunto e vilão, mas ainda assim, muitos dizem que a versão original do psicopata vista nas HQs faz quase o personagem interpretado por David Morrissey parecer um anjo. Manipulador, sádico e vingativo foi responsáveis pelas cenas mais brutais da série, pelo menos até a quarta temporada.

[/tie_slide] [tie_slide]

Gustavo Fring em Breaking Bad

Inicialmente um cidadão acima de qualquer suspeita, educado, elegante, filantropo, Gus era na verdade o maior traficante de metanfetamina de Albuquerque, Estados Unidos. O excelente ator Giancarlo Esposito soube fazer seu personagem se sobressair numa série em que seu protagonista Walter (Bryan Cranston) era o grande destaque. Com sua atuação sempre na medida do psicopata, viveu outro grande vilão na série Revolution e, recorrentemente, encarna o espelho mágico de Once Upon a Time.

[/tie_slide] [tie_slide]

Joffrey Baratheon em Game of Thrones

Alguns diriam que ele é apenas uma criança mimada, mas nunca antes, alguém foi tão odiado e tão deliciosamente castigado em Westeros como o terrível Joffrey, filho de um incesto (seus pais são irmãos), o rapaz é frio, maldoso, manipulador e sem uma única expressão de piedade e afeto. Fazer de Sansa (Sophie Turner) seu brinquedinho sádico era um dos seus passatempos preferidos, além de atirar em prostitutas. Assumiu o trono dos sete reinos, graças a Deus, por pouco tempo. Há quem hoje sinta falta de um rei com a atitude de Joffrey, uma vez que seu irmão Tommen é excessivamente passivo.

[/tie_slide] [tie_slide]

Katherine Petrova em The Vampire Diaries

Uma das incontáveis sósias de Elena Gilbert, também vivida por Nina Dobrev, Katherine é o grande estopim da briga entre os irmãos Salvatore. Sedutora, essencialmente má, a personagem era o grande contraponto da doce (e entediante) Elena e sua lista de maldades é interminável, mas talvez a mais importante: ela criou o vampiro Damon (Ian Somerhalder). Nas temporadas anteriores, ensaiou uma suposta redenção, que apenas provou a sua natureza de vilã. Adorava se passar pela protagonista e tocar o terror em Mystic Falls. Ninguém acredita que sua crueldade efetivamente já chegou ao fim. Muito se fala em seu possível retorno para a série.

[/tie_slide] [tie_slide]

Klaus Mikaelson em The Originals

Seu sotaque exótico e seu charme fizeram com que Klaus (Joseph Morgan) também entrasse na lista de vilões terríveis, mas que dividem opiniões entre os fãs da série. Nascido na família original, aquela que iniciou a linhagem de vampiros, Klaus é um filho rejeitado pelo pai, capaz de trair sua família apenas por poder e é um vilão quase invencível, pois combina em si duas poderosas maldições (é meio lobisomen e meio vampiro). Tamanho foi o interesse despertado por Klaus e seus outros irmãos no público de The Vampire Diaries que eles ganharam uma excelente série derivada – The Originals.

[/tie_slide]

[tie_slide]

Lúcifer em Supernatural

Sim, o cão em pessoa apareceu na saga sobrenatural da longeva série de terror do CW e foi interpretado pelo ator Mark Pellegrino. Cínico, manipulador e todos os demais adjetivos para a figura em questão, o ator roubou a cena e se destaca na legião de vilões e criaturas do mal já apresentados pela série. Curiosamente ele já foi a representação do bem com seu misterioso Jacob de Lost.

[/tie_slide]

[tie_slide]

Marco Licínio Crassus em Spartacus

Dito como o homem mais rico de Roma, senador da República, ele era obcecado por derrotar o exército de rebeldes e Spartacus. Era astuto,  arrogante e despertava o ódio de outros nobres do império.

[/tie_slide]

[tie_slide]

O Canceroso em Arquivo X

Interpretado pelo ator  William B. Davis, o fumante era apenas um personagem coadjuvante, mas que pouco a pouco se tornou recorrente na série e se converteu no maior antagonista do agente Fox Mulder (David Duchovny). Intimamente ligado aos misteriosos colonizadores, o canceroso dava calafrios.

[/tie_slide] [tie_slide]

O falso Locke em Lost

Sua introdução na misteriosa série foi de arrepiar. Aparentemente Locke teria ressuscitado e, o cara que já dava arrepios como um mortal antagonista, revelou-se nada mais do que a encarnação da terrível fumaça negra e do homem de preto, o arquétipo do mal que ambicionava deixar a ilha e conquistar o mundo. O ator Terry O’Quinn imortalizou estes dois personagens na TV com sua vigorosa atuação.

[/tie_slide] [tie_slide]

Pinguim em Gotham

Dizem que a nova série da FOX é sobre as origens do homem morcego e centrada especificamente na juventude do comissário Gordon (Ben McKenzie). Pode até ser, mas intencionalmente ou não, Gotham se provou uma série de grandes vilões e o principal deles, é defendido de forma espetacular pelo ator Robin Lord Taylor, que rouba a cena. Psicopata, manipulador e alpinista, é outro personagem egocêntrico e que se julga especial. Impagável a cena em que ele mata uma pessoa apenas para poder usar seus sapatos em uma entrevista de emprego.

[/tie_slide]

[tie_slide]

Regina “Evil Queen” em Once Upon a time

0transitorio

Não é Branca de Neve, nem o príncipe encantado, mas a rainha má se revelou o grande destaque da série que reúne de forma habilidosa as diversas histórias de contos de fada. Na pele de sua principal vilã, a atriz Lana Parilla encarna Regina Mills, a responsável pela maldição que prendeu em nosso mundo os personagens da Floresta Encantada. Linda, elegante, requintada e maldosa, Regina rouba a cena na série e emociona os fãs. Lana construiu uma vilã tão complexa, que, apesar de antagonista, conta com a torcida de boa parte dos fãs da série.

[/tie_slide]

[tie_slide]

Rumpelstiltskin em Once Upon a Time

Robert Carlyle vive outro importante personagem da série de contos de fadas. Seu vilão tenebroso, auto-intitulado o Senhor das Trevas ou, seu alter ego, Mister Gold, Rumple é conhecido por seu poder mágico, personalidade manipuladora e por realizar acordos que sempre acabam prejudicando os seus “clientes”. Está diretamente associado à maldição lançada por Regina. Também um personagem complexo, com facetas humanas e que tem ensaiado uma redenção, mas a maldade e a ambição por poder parecem ser mais fortes que suas boas intenções.

[/tie_slide] [tie_slide]

Russell Edgington em True Blood

Denis O’Hare encarnou o grande vilão da saga vampiresca como um dos anciões. Um vampiro com 3000 anos, quase um gentleman, fino e polido, esconde sua personalidade maquiavélica e é um dos que acreditam que os seres humanos não são mais do que parasitas na Terra ou simplesmente gado.

Russel foca seus esforços na dominação do mundo e no que ele classifica como a libertação de sua raça superior. Em uma das suas cenas mais marcantes, ele interrompe um telejornal para matar o repórter e conduzir a apresentação do programa.

[/tie_slide] [tie_slide]

Schillinger de Oz

Obviamente que em uma série sobre uma prisão de segurança máxima, a quota de malvados por metro quadrado é altíssima. Escolhemos então, um dos mais revoltantes e violentos personagens da série, nazista e líder da facção ariana da prisão Oswald, o terrível Schillinger (J. K. Simmons).

Em uma das cenas mais violentas, ele organiza um estupro coletivo de um dos novos presos da cadeia barra pesada da série da HBO, mas seu principal divertimento é molestar e infernizar a vida do ex-advogado Beecher (Lee Tergesen), que, basicamente, é o “mocinho” da série.

[/tie_slide] [tie_slide]

Shane em The Walking Dead

Ok, ok, não é lá um “Governador” da vida, mas caramba!

Shane (Jon Bernthal) se tornou um dos mais odiados personagens da The Walking Dead e antagonizou com Rick (Andrew Lincoln) as duas primeiras temporadas. Amigo fura-olho do líder dos sobreviventes, Rick Grimes, o cara pegou a mulher dele, praticamente roubou o afeto do seu filho, se tornou violento e tentou ser o novo líder do grupo e, claro, se converteu em um grande pé no saco para todos.

[/tie_slide] [tie_slide]

Sue Sylvester em Glee

Mesmo em uma série de comédia musical, voltada basicamente para o público teen, é possível identificar perfis de vilania.

Obviamente, de acordo com o que o público deste tipo de programa pode suportar, as maldades de Sue eram sempre dosadas de graça e humor negro. Seu grande objetivo é apenas acabar com o Clube do Coral, que ofusca e tira verbas de sua… digamos… importante equipe de líderes de torcida. Sue (Jane Lynch) é a grande antagonista da série e, nem por isso é odiada pelos fãs.

[/tie_slide] [tie_slide]

Sylar em Heroes

Bom, muito possivelmente uma das grandes barbeiragens dos roteiristas da série foi ter tentado tornar o frio, calculista e poderoso vilão Sylar (zacchary Quinto) em um herói do bem. Habilidoso em abrir cabeças e estudar seus cérebros, o cara era realmente a alma do mal da série e sua capacidade de absorver as habilidades dos outros mutantes fazia de Sylar o mais interessante personagem.

Um desperdício.

[/tie_slide]

[tie_slide]

T-Bag em Prision Break

Abominável é o melhor adjetivo para o super vilão interpretado por Robert Knepper.

Com uma vida toda ferrada  e desajustada, o cara era fruto de um incesto (seus pais eram pai e filha), e muito, mas muito, barra pesada. Abertamente psicótico, pedófilo, violento e amoral era o principal tormento de uma das séries de prisão mais famosas de todos os tempos.

[/tie_slide]

[tie_slide]

Tony Soprano em Família Soprano

Praticamente um novo poderoso chefão.

A encarnação do que há de mais característico e um mafioso. Tony (James Gandolfini) é frio, inescrupuloso, matador a sangue frio e obcecado pelo poder. Não tem receio de sujar suas mãos de sangue, quando necessário ou de apenas assistir à tortura de quem quer que tentasse atravessar seu caminho.

[/tie_slide]

[tie_slide]

Trinity Killer em Dexter

Trinity Killer, como era conhecido Arthur Miller (John Arthur Lithgow), um dos mais frios serial killers do seriado Dexter.

Como todo psicopata que se prese, ele levava uma vida dupla como um bom pai de família, religioso e professor. Durante 30 anos esta fachada escondeu seu lado mais sombrio: um psicopata que matava sempre em ciclos de três mortes, homenageando tensos episódios de sua vida pregressa. As mortes sempre eram arquitetadas para acontecer: uma na banheira (como morreu sua irmã); um aparente suicídio (lembrando a morte de sua  mãe); e um espancamento a marteladas (como assassinou o próprio pai).

[/tie_slide]

[tie_slide]

Victoria Grayson em Revenge

A cara botocada da riqueza, Victoria (Madeleine Stowe) transpira veneno e arrogância. A matriarca da família Grayson é o personagem ideal para encarnar a vilã de novela, deste roteiro cheio de vingança, amor, ódio e gente bonita. Victoria é a única com cacife suficiente para enfrentar a vingança desenfreada de Emily Thorne (Emily VamCamp).

[/tie_slide]

[tie_slide]

Wilhelmina Slater em Ugly Betty

Outra bela e charmosa cobra. Wilhelmina (Vanessa Williams) é a grande antagonista da comédia Ugly Betty e do alto de seu glamour e refinamento, não mede esforços para se tonar a dona da editora onde a feia começa a despontar sua carreira. Com tiradas arrogantes e refinadas, Wilhelmina era um dos grandes destaques da série.

[/tie_slide][tie_slide]

E aí, gostou da nossa lista?

Compartilhe:

[follow id=”tvexpert” count=”true” ]

E você? qual seu vilão predileto da nossa lista? Se faltou algum dos seus preferidos, acrescente nos comentários.

[/tie_slide] [/tie_slideshow]

lf4

[follow id=”tvexpert” count=”true” ]
  • Juan Tiago

    Gostei por ter Regina e Rumple,mas cadê a Cora,Zelena,Tamara etc.OUAT tem bastantes vilões com potencial!!!

  • http://sagittarius-hell.blogspot.com Luc

    Tá faltando muuuuito Joe Carroll de The Following nessa lista! O personagem é incrível!

  • Equipe de Legendas TEC SUBS

    Se esqueceram do Red John, de The Mentalist?
    E de Joe Carroll, de The Following?

    E dos outros citados pelos amigos nos comentários, óbvio que faltou Al Capone: “Vamos comer, vamos beber, e depois decidimos quem vive e quem morre nesta cidade.”

    • http://www.seriexpert.com.br/ SeriExpert

      Excelentes suas citações. A lista é limitada e aberta e as contribuições são muito bem vindas! Obrigado!

  • Roger Jaime Rooty

    Meus prediletos da lista citada: Governador, Fish Money e Dexter.

    Faltaram:

    Pablo Escobar – Narcos (Wagner Moura arrebentando como o famoso traficante, um vilão da vida real!!)

    Frank Underwood – House of Cards(o Cunha americano!! Como esquecer dele?!)

    Hannibal Lecter – Hannibal

    Ramsay Bolton – Game of Thrones

    Theo Galavan – Gotham

    Moriarty – Sherlock

    Isaak Sirko – Dexter

    Gillian Darmody, Lucky Luciano, Al Capone, Jimmy Darmody e principalmente o crudelíssimo Gyp Rosseti – Boardwalk Empire

    Tyrell Wellick – Mr Robot

    Todos cruéis, gananciosos, vingativos, inescrupulosos e assassinos! Como não citar algum desses “anjinhos”?! kkk

    • Roger Jaime Rooty

      Ps: Hannibal tem também o insano e diabólico Francis “Dragão Vermelho” Dolarhyde, feito pelo mocinho(o rei Thorin) dos filmes O Hobbit.

  • Lestat de Lioncourt

    kkkk fiquei surpreso por lembrarem de Schillinger

  • beatriz rosa carneiro

    Crowley…dexter…governador…(esse último eu assisti com muito gosto e por varias e varias vezes sua morte…mas era um ótimo vilão) já dexter e crowley…eu amo os dois…

  • Márcio Alves de Lima

    Faltou o Ramsay Bolton, aquele psicopata responsável por transformar Theon Greyjoy em um trapo humano.

    • Marlos Andrey

      Concordo. Odioso.

  • bbb Hiddles

    e onde está o Loki de Avengers (Os Vingadores)?

    • Marlos Andrey

      Este texto é sobre séries de televisão. Não entram filmes.

  • Tázia Lima

    Como assim não tem Moriarty de Sherlock?!! Uma das mais perfeitas composições que já vi na vida pelo brilhante e genial Andrew Scott…