Imagine o trabalho que deve dar conseguir sintetizar em poucos minutos e, às vezes segundos, a intensidade de uma obra.

Nos livros, os prefácios te ajudam a entender contextos e a se situar nas emoções que virão. No cinema, os trailers te instigam e envolvem de tal forma a convencê-lo a pensar que só um idiota completo perderia a chance de se deliciar com o próximo blockbuster. Na TV, quantas vezes, até os mais avessos a novelas se sentiram tentados a dedicar nove meses de sua vida para acompanhar as fortes emoções que os “chamadões” da nova novela das nove prometem?

E muitas vezes, prefácios, trailers e chamadas são muito mais interessantes do que a obra em si.

No mundo das séries algumas aberturas são tão significativas, que conseguem resumir toda uma trama. Por isso, resolvemos selecionar algumas aberturas incríveis (sem ordem de valor) de grandes sucessos e até de séries nem tão fantásticas assim, mas que pelo conjunto de imagens e sons, são um episódio a parte.

Ao final, comente e envie para nós sua própria seleção.

Clique no nome da série para ver os detalhes e relembrar suas aberturas:

Star Trek

“Espaço: fronteira final”, a célebre frase que marcou gerações em uma das mais brilhantes produções televisivas de todos os tempos, anunciava mais um aventura emocionante a bordo da Enterprise.

Arquivo X

Além de introzir bem os mistérios da série, o tema musical passou a se torna símbolo de conspiração, segredos e, claro, extraterrestres.

Lost

Sombria, desfocada, profunda e, ao mesmo tempo, sucinta e cheia de perspectivas, a abertura dessa série que mexeu com o imaginário de milhões de fãs ao redor do mundo é uma das mais significativas de todos os tempos e olha que não precisou de grandes efeitos para emoldurar as aventuras deste grupo de “perdidos” na misteriosa ilha.

Game of Thrones

Nem vou comentar a grandiosa e envolvente trilha épica dessa verdadeira obra prima. A abertura de Game of Thrones não só te apresenta a geografia política do fantástico universo de Westeros, como te envolve e leva a conhecer características culturais dos sete reinos e suas incríveis cidades. É uma verdadeira viagem. A montagem dos marcos de cada região lembra um jogo de estratégia, algo que realmente a série representa.

The Walking Dead

Tem coisa mais acertada para apresentar um mundo pós-apocalíptico em que as pessoas precisaram abandonar seus lares e suas cidades do que o tom sépia desta abertura e os seus cenários vazios e melancólicos?

Dexter

A quase trivial rotina de um homem comum que gosta de… Sangue! É disso que vamos falar nos próximos 45 minutos, diz de forma convincente a abertura de uma das séries de maior sucesso de todos os tempos.

The Leftovers

Uma história perturbadora e melancólica, que viaja entre a fé e o desespero, brinca com o arrebatamento e os pecados dos que foram deixados para trás.

Friends

Não sei se é a inesquecível turma de amigos de Nova Iorque ou se é a bonitinha canção “I´ll Be there for You”, mas sempre que revemos esta abertura, para muitos fica um gostinho de saudade.

The Simpsons

Esta abertura consegue apresentar a essência de cada personagem e as peculiaridades desta cidadezinha charmosa, com as tiradas ácidas deste grande sucesso da FOX, e que já foi representada de centenas de formas diferentes (procure por outras versões no You Tube).

The Big Bang Theory

Quer coisa mais nerd do que contar toda a história da humanidade em pouco mais de 25 segundos, com uma trilha cômica e cheia de trocadilhos? Caiu muito bem.

Fringe

A trilha é belíssima e a abertura resume o universo perturbador que Fringe te leva a conhecer. Sobrenatural e ciência, ciência e sobrenatural, tudo misturado nesta que é uma das melhores séries de ficção cientifica de todos os tempos. Além disso, Fringe ainda se dá ao charme de ter versões diferentes para episódios que se passam em universos paralelos distintos. Ou vai dizer que não notou que as cores em tom verde dos episódios que se passam no nosso tempo presente são substituídos pelos tons avermelhados dos episódios que se passam no universo alternativo?

Lie to Me

Uma série que fala basicamente dos sinais que nosso corpo involuntariamente emite para revelar ou esconder emoções, não poderia deixar de exibir isso em sua abertura.

Breaking Bad

A sutileza desta rápida, mas criativa abertura, viajando pela tabela periódica mostra uma série que se resume em apresentar a vida de um químico que usa seu conhecimento para dar um novo sentido a sua vida, mesmo que por vias perigosas.

Defiance

O mundo mudou. A mensagem de que nada seria como um dia foi é dada logo na abertura de Defiance. A série narra uma invasão alienígena na qual a Terra fora submetida a transformações profundas e irreparáveis para adaptar o planeta aos seus conquistadores.

The Twilight Zone

Outra abertura minimalista e cheia de significado que prenuncia que estamos entrando em um mundo além da imaginação.

Teen Wolf

A série é uma das boas surpresas da avalanche de heróis monstros que nos acometeu a TV nos últimos anos, já que a emissora que produz (MTV) não é das mais tradicionais no gênero, mas Teen Wolf apresenta um dos roteiros mais bem amarrados e uma rica mitologia das séries do gênero. Sobre a abertura, que muda a cada temporada, a performance que vemos nos 41 segundos da abertura, apresenta todo o elenco principal com bons recursos visuais e dá o pontapé certo para uma série do canal da música.

Outlander

Sensível, envolvente, a abertura dá o tom certo para a delicada trama sci-fi de época, recheada de romance, aventura e belas paisagens.

American Horror Story

Se é para ter medo, que seja desde o começo. Apavorantes como seu conteúdo, as aberturas, alternadas a cada temporada são um espetáculo de horror a parte. 

Downtown Abbey

Uma trilha delicada e takes de objetos de cena e enquadramentos nos transportam para o aristocrático clima da realeza britânica, nesse vigoroso drama.

The 100

Depois de tomar um chá de gente grande, a série que iniciou apenas como mais uma trama sci-fi adolescente do canal CW, se tornou uma aventura de tirar o fôlego e ganhou uma abertura digna do período sombrio 100 anos após um desastre nuclear que dizimou a terra.

E então, gostou da nossa lista? Diz aí, qual a sua?

likeface

 

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta